quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Sou mulher, mochileira, viajante independente e louca pelo mundo. Parte_1

 
Aproveitando o último post vou falar aqui sobre o que é ser uma viajante independente. Todos os posts serão escritos em português e ao lado está a opção de traduzir para qualquer idioma. Estou priorizando o português porque são poucos os brasileiros que se aventuram pelo mundo e quero dividir com eles e com aquelas pessoas que estão querendo pôr o pé no mundo. Também decidi falar um pouco mais sobre o assunto porque a grande maioria dos mochileiros são homens e no Brasil, uma boa parte destes mochileiros são pessoas com um razoável poder aquisitivo, ou seja, ganham acima de 3 salários mínimos, ou vendem algo como carro e/ou casa para viajar, mas gostam de viajar da forma independente dos mochileiros e este NÃO é o meu caso. E talvez não seja o de mais alguém que está querendo sair por aí.

Muitos têm uma falsa ideia de que mochileiros são pessoas que dormem em qualquer lugar, que ficam dias sem tomar banho, que não se importam em dormir em albergues com várias pessoas como se fosse uma orgia. Que podem até mesmo roubar ou ficar em algum lugar pedindo uns trocados. Que fazem viagens super econômicas porque são pobres e não podem pagar por uma viagem decente e que sempre terminam o dia fumando maconha e bêbados em algum lugar.


Quem é mochileiro com certeza já ouviu ou leu tudo isso em algum lugar. Não estou dizendo que o comportamento descrito acima seja mentira. Afinal cada um tem a sua própria ideia de liberdade. No entanto, o preconceito é o carro-chefe do desconhecido. Muitas pessoas acham que é impossível viajar sem ter dinheiro e criticam essa liberdade que um viajante independente tem. A verdade é que ser mochileiro não é tão fácil como pensa muita gente. Passamos uma grande parte do tempo planejando, procurando dicas de lugares legais. Para fazer economia é necessário pesquisar muito, seja por passagens, seja por hospedagem e até mesmo quanto custa um prato de comida. Ao invés de comer em restaurantes somos amigos dos supermercados pelo mundo afora e eu particularmente amo essa parte. Adoro escolher vários artigos e bebidas diferentes todos os dias para ir provando muitos sabores. E somos bons administradores, pois estamos sempre contabilizando os gastos para prolongar mais a viagem. Às vezes o valor de um jantar pode ser o mesmo de uma passagem a uma cidade próxima, então: jantar ou conhecer mais uma cidade? Cidaaaaaaaaaade! :)

2 comentários:

  1. Adorei seu blog. comecei a escrever o meu e vou me inspirar muito no seu. Boa sorte, quem sabe um dia nos vemos pro aí...:-)
    http://mochilandonasviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cristiane, fico feliz que esteja gostando. Vou dar uma passada para ver o seu também e quem sabe mesmo, afinal o mundo nao é tao grande quanto parece depois que colocamos o pé na estrada :)

      Excluir